CONTE SUA HISTÓRIA

SEJA MENTOR

Superficialidade - como saber muito pouco sobre muita coisa

13/09/2016

Estamos diante de um momento impressionante quando o assunto é informação. Nunca houve tanta fluidez de dados sobre qualquer assunto. Nada se compara à força transformadora que a internet promove ao disponibilizar globalmente todo tipo de informação de forma ilimitada. Contudo, isso trouxe um efeito colateral assustador: a superficialidade.

 

Diante de tantas possibilidades, vemos cada vez mais a informação sendo compartilhada de forma fragmentada e sintetizada, tornando muito raro o momento em que alguém se envolve com todo o conteúdo disponibilizado, mesmo que este seja fruto de grande pesquisa e contenha dados relevantes para quem se interessa pelo assunto abordado.

 

Há muito mais interesse em manchetes e subtítulos, fazendo com que editores se preocupem mais com as audiências apuradas em “curtidas” e “compartilhamentos” do que com a profundidade da matéria, comprometendo, inclusive, a veracidade da informação. Parece que agora o mais importante é ter a informação, mesmo que não se queira saber nada a respeito dela.

 

Se alguém acha que saber sobre algo é igual a ver muitas coisas, certamente é uma pessoa rasa e que gosta de parecer intelectual. Um verdadeiro generalista superficial.

 

As pessoas estão cada vez mais rasas em seus relacionamentos, se comunicando de forma fragmentada pelo Whatsapp e similares, buscando ansiosamente uma resposta imediata para questões absolutamente sem importância ou urgência. Isso traz profundas consequências na construção do conhecimento, pois fragiliza completamente a formação de um repertório que permita as conexões entre as informações, limitando totalmente as capacidades criativas e até cognitivas.

Será que precisaremos de uma grande ruptura cultural para que esse cenário se altere?

Talvez sim, mas não acredito isso seja suficiente.

 

Em primeiro lugar, devemos mudar nossa própria atitude. Devemos exigir mais profundidade em nossas relações interpessoais, sermos mais criteriosos nos “posts” que curtimos e que compartilhamos e, principalmente, temos que nos aprofundar e focar nas questões que acreditamos que são de nosso interesse legítimo. Caso contrário, estaremos condenados a continuar vendo um mundo cada vez mais caótico e neurótico, com pessoas agindo sem saber para quê.

 

 

 

Please reload

Leia também no blog
Please reload

Artigos Relacionados
Please reload

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White YouTube Icon

Rua Nova York, 350, Brooklin - São Paulo

contato@escoladementores.com.br

Tel: 11 2364-9572
      11 2364-9564
        11 99218-2969

Nas proximidades

Restaurantes
 

Raízes (Self service)
Rua Nova York 945 - Brooklin Paulista

Zait Gastronomia (Self service)

Av. Portugal, 624 - Brooklin Paulista

 

Fritos & Assados (À la carte)

Rua Nova York, 570 - Brooklin Paulista

Café Indiano (À la carte)

Av. Pr Antônio José dos Santos, 297 - Brooklin Paulista

Hotéis

 

Astron Baden Baden

R. Vieira de Morais, 300 - Campo Belo

Hotel Premium Flats

R. Indiana, 1165 - Brooklin Paulista

 

Estanplaza Berrini

Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 853 - Brooklin Novo

Hotel Ibis - Morumbi

Torre I - Av. Roque Petroni Júnior, 800 - Brooklin Novo