CONTE SUA HISTÓRIA

SEJA MENTOR

Jovem, não dá mais para se omitir

01/08/2016

A crise atingiu um nível de intensidade tal, que não há mais um brasileiro que consiga se manter distante dela. Nas redes sociais, nos “grupos de Whatsapp” e na imprensa em geral só há um assunto – O impeachment da presidenta Dilma.

 

A população está se posicionando contra e a favor, o cenário já está montado no Congresso Nacional e o auditório está sendo preparado nas ruas. Será seguramente a maior mobilização social que o Brasil já viveu. Estamos vivendo um momento histórico para nossa jovem nação, redemocratizada há menos de 30 anos.

 

E o que o jovem de hoje tem a ver com tudo isso? Afirmo que tem tudo a ver!

 

Se olharmos outros movimentos sociais que já ocorreram no Brasil em outras épocas, observaremos um padrão bem claro – Sempre houve a participação intensa dos jovens em cada época. Foram sempre os jovens que tomaram a iniciativa e protagonizaram as melhores propostas de mudanças.

 

Infelizmente hoje, não é a maioria dos jovens que se envolvem, avaliam o cenário e se posicionam. Os que fazem isso são aqueles que já alcançaram uma maturidade pessoal diferenciada e normalmente são os que realmente fazem diferença em suas atividades.

 

Agora, quero falar aos que se consideram jovens…

 

As lutas dos jovens de outras épocas foram diferentes das de hoje. Os instrumentos e recursos mudaram, assim como o cenário. Se antes os jovens lutaram por “liberdade de expressão”, “eleições diretas”, “nova constituição” e até contra a “ crise econômica e inflação”. Chegou a hora de lutar contra a “corrupção”, que destrói a vida das pessoas.

 

É essa a luta de agora!

 

Você precisa saber que, enquanto os que fazem o “mal feito” de hoje se dizem perseguidos, temos dezenas de executivos que confessam ter realmente pago propina. Os corruptores que fizeram as delações premiadas, tão odiadas e desacreditadas pelos envolvidos, que alegam não haver provas, realmente desviaram e roubaram dinheiro público. As provas não são apenas as acusações que fazem contra os envolvidos, mas sim, as quantias milionárias que eles aceitam “DEVOLVER” em troca das confissões…

 

Aceitar essa situação com o argumento de que antes também roubavam, é acreditar que o “mal feito” de agora é absolutamente aceitável e que o envolvido é só um injustiçado, pois apenas fez o que sempre foi feito. Aqueles que defendem os envolvidos de agora, precisam parar de apontar os erros dos outros, como forma de justificativa para o “mal feito” que aparece o tempo todo…

 

Agir assim leva a um perigoso pensamento : De que adianta punir os envolvidos de hoje de agora tirando eles do poder? Quem será colocado no lugar? Os outros também são ladrões…

 

Esse pensamento é uma armadilha que perpetua o “mal feito” de agora como “defesa” contra o outro possível “mal feito”…Na História, quem agiu assim foi a Máfia, que oferecia defesa e proteção em troca da liberdade para fazer o “mal feito”…As milícias nas comunidades do Rio de Janeiro usaram esse mesmo expediente e agora vemos os políticos “de todos as cores” fazendo uso também, só que de uma maneira muito mais sofisticada, pois precisam arrecadar cada vez mais para suprir o plano de perpetuação no  “mal feito”. Deixar de olhar os fatos só porque acredita em uma ideologia é se fazer de cego diante de tantos “mal feitos” que chegam à luz. No final, acabamos até acreditando que é “mal feito” não é assim tão ruim e acabamos aceitando a situação como “bons idiotas”.

 

Jovem, você precisa parar de acreditar que não problema seu, pois essa é uma atitude displicente com o seu próprio futuro. Se você continua optando por se omitir, sendo apenas espectador, acreditando que tudo está perdido ou que simplesmente não tem nada a ver com isso porque não tem culpa pela crise, continuará a ver a situação piorar ainda mais e os resultados serão absolutamente negativos para todos. Saiba que, qualquer que sejam os desdobramentos da atual crise, é você jovem, quem será afetado por muito mais tempo.

 

Só esse motivo já seria uma boa razão para você se envolver.

 

Se você é um jovem, se envolva, entre no jogo, ajude a sociedade a encontrar um caminho contra a corrupção. Use sua capacidade de mobilização com toda força, não para lutar contra quem não partilha de suas ideias, mas para apurar a verdade.

 

Está na hora de sua geração mostrar os talentos e se engajar na transformação do Brasil em que irão viver nos próximos anos. Se você é aquele jovem que está atento e fazendo algo além de ativismo em redes sociais, mobilize seus amigos que ainda estão mais preocupados com seus perfis nas redes sociais se esforçando em parecer que estão aproveitando de suas vidas. Você certamente conhece esse jovem omisso!

 

Todos nós devemos nos mobilizar através de cada situação que vemos, não nos conformando quando flagramos alguém fazendo o “mal feito”, só porque os outros fazem…

 

Lembre-se:

 

O CERTO É CERTO, MESMO QUE NINGUÉM ESTEJA FAZENDO

E

O ERRADO É ERRADO, MESMO QUE TODOS ESTEJAM FAZENDO.

 

 

 

Please reload

Leia também no blog
Please reload

Artigos Relacionados
Please reload

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White YouTube Icon

Rua Nova York, 350, Brooklin - São Paulo

contato@escoladementores.com.br

Tel: 11 2364-9572
      11 2364-9564
        11 99218-2969

Nas proximidades

Restaurantes
 

Raízes (Self service)
Rua Nova York 945 - Brooklin Paulista

Zait Gastronomia (Self service)

Av. Portugal, 624 - Brooklin Paulista

 

Fritos & Assados (À la carte)

Rua Nova York, 570 - Brooklin Paulista

Café Indiano (À la carte)

Av. Pr Antônio José dos Santos, 297 - Brooklin Paulista

Hotéis

 

Astron Baden Baden

R. Vieira de Morais, 300 - Campo Belo

Hotel Premium Flats

R. Indiana, 1165 - Brooklin Paulista

 

Estanplaza Berrini

Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 853 - Brooklin Novo

Hotel Ibis - Morumbi

Torre I - Av. Roque Petroni Júnior, 800 - Brooklin Novo