CONTE SUA HISTÓRIA

SEJA MENTOR

O que fazer para se desenvolver?

31/05/2017

 

 

Desenvolvimento é palavra que estamos acostumados a usar, geralmente associada a fases da vida onde nos empenhamos na aquisição de conhecimento técnico ou vivencial, visando progresso, que nos leve além do estágio em que estamos, especialmente nos negócios e no aproveitamento de nossa vida.

 

Do ponto de vista biológico, quando dizemos: “você está muito desenvolvido”, também podemos nos referir as condições de evolução física ou mental, fruto do aumento da idade quando adquirimos progressiva maturidade e autonomia.

 

Por outro lado, enxergando de maneira complementar, se compararmos com outras palavras que também usam o prefixo des (como oposição), tais como descomplicado, desqualificado, percebemos que a característica principal do sentido foi invertida, transformando-se em não complicado e não qualificado.

 

Nesse contexto, dá para entender que des-envolvido é aquilo que não está mais envolvido, nem tolhido e que agora pode se libertar. Por isso chamamos de des-envolvimento quando ficamos cada vez mais independentes, sem tanta necessidade de ajuda e controle.

 

Hoje paradoxalmente, nossos jovens adultos, costumam ser excessivamente protegidos (envolvidos) por seus pais, que não querem que os filhos “passem pelo que eles passaram”, com a ótima intenção (mas pouco eficiente) de bem prepara-los para a vida que os espera.

 

Assim, pouco expostos a vivências importantes para o amadurecimento, esses jovens sentem dificuldade para se desenvolver, mesmo com idade suficiente para isso. Vale neste momento acrescentar e destacar, que a luz dos princípios proporcionados pela Mentoria (Mentoring), a palavra desenvolvimento adquire um significado ainda mais especial.

 

Para os mentores bem preparados desenvolver os mentorados é ajuda-los a sair do “casulo” se envolvendo mais consigo mesmos, estimulando-os a correr riscos na proporção de seus repertórios e experiências de vida, sem desprezar a tecnologia que dominam tão bem. Durante as sessões de atendimento formal ou mesmo informalmente, cabe ao mentor ouvir, questionar, provocar e dar dicas, considerando os erros e frustrações vivenciados como inevitáveis, mais ainda, usando-os como trampolim ou degraus presentes nas trajetórias de sucesso.

 

O objetivo do mentor é estimular o autoconhecimento, alinhando propósitos de vida aos talentos, tornando seus mentorados mais maduros e autônomos, aumentando assim a chance de realização pessoal. É tempo de rever as amarras (hábitos) que os impedem de se des-envolver, literalmente, identificar o que os afasta de seus objetivos e focar nas ações que realmente importam para os melhores resultados.

 

Nelson Bressan é Sócio-Diretor da Escola de Mentores, atuando como Mentor-Master nos programas e atendimentos individuais e corporativos. É professor na Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde da PUC-SP, Mestre e Doutor em Saúde, Especialista em Ginecologia, Obstetrícia e Medicina Ocupacional, com vários capítulos de livros e trabalhos publicados.

 

Please reload

Leia também no blog
Please reload

Artigos Relacionados
Please reload

  • White Facebook Icon
  • White LinkedIn Icon
  • White YouTube Icon

Rua Nova York, 350, Brooklin - São Paulo

contato@escoladementores.com.br

Tel: 11 2364-9572
      11 2364-9564
        11 99218-2969

Nas proximidades

Restaurantes
 

Raízes (Self service)
Rua Nova York 945 - Brooklin Paulista

Zait Gastronomia (Self service)

Av. Portugal, 624 - Brooklin Paulista

 

Fritos & Assados (À la carte)

Rua Nova York, 570 - Brooklin Paulista

Café Indiano (À la carte)

Av. Pr Antônio José dos Santos, 297 - Brooklin Paulista

Hotéis

 

Astron Baden Baden

R. Vieira de Morais, 300 - Campo Belo

Hotel Premium Flats

R. Indiana, 1165 - Brooklin Paulista

 

Estanplaza Berrini

Av. Engenheiro Luís Carlos Berrini, 853 - Brooklin Novo

Hotel Ibis - Morumbi

Torre I - Av. Roque Petroni Júnior, 800 - Brooklin Novo